Aperte "Enter" para enviar a busca

Como manter alimentação saudável para as crianças nas férias!!!

CZ-cozinhando-criancas-pipoca-D-732x412

Essa é uma preocupação de todos nós, pais mortais, e quando recebi esse textinho da assessoria do Hospital Esperança achei muito valioso para compartilhar com vocês. Quem traz as dicas é a supervisora de nutrição do Hospital, a Ana Rafaela Martins:

Frutas, verduras e legumes são itens essenciais para o cardápio das crianças no dia a dia. A questão é: como fazer com que os pequenos mantenham a alimentação saudável também no período de férias? Quanto a isso, os pais não precisam se desesperar. Basta seguir algumas dicas para organizar a alimentação dos filhos, mesmo fora da rotina escolar.

Um primeiro passo é a criança tomar um bom café da manhã. Como o almoço durante as férias costuma ser mais tarde, ela estará com nutrientes suficientes no organismo para esperar até a refeição. Saiu para almoçar fora? Tenha em mente que o ideal é colocar todos os grupos alimentares no prato da criança. São eles: arroz ou macarrão, feijão, legumes, verdura e um tipo de carne – que pode ser ave, peixe ou carne vermelha.

Para o lanchinho, mantenha frutas picadas e guardadas em potes ao alcance das crianças, conforme explica Ana Rafaela Martins, supervisora de Nutrição do Hospital Esperança Olinda. “Morangos, gomos de tangerina, uvas e kiwi agradam a criançada e são ricos em vitaminas antioxidantes”, afirma. Além disso, ela diz, não faça estoque de biscoitos e guloseimas em casa: “Quanto maior for a oferta, mais a criança comerá esse tipo de alimento. Prefira oferecer cookies e rosquinhas integrais que são encontrados em diversos sabores, desde aveia e mel até cacau e frutas vermelhas”.

Os famosos salgadinhos podem ser substituídos por pipoca feita em casa. “A pipoca tem bastante fibra, importante para manter o bom funcionamento do intestino dos pequenos”, afirma a nutricionista. Sanduíches naturais, acompanhados de suco, são uma ótima pedida, além de fáceis de preparar. “Dê preferência aos pães integrais e recheie com alface, tomate, pasta de soja, queijo branco e frango desfiado. Para incentivar que os pequenos comam, vale cortar o sanduíche com cortadores de biscoito no formato de animais ou flores”, completa.

“Envolva os pequenos na preparação dos lanches, e que tal aproveitar o tempo livre para marcar um piquenique? Inclua no cardápio sanduíches naturais, frutas secas, salada de frutas, sucos e chás gelados”, orienta a profissional. Por fim: “É importante o exemplo dos pais: não adianta falar para o filho comer frutas e salada se esses alimentos não fazem parte do hábito dos pais”, finaliza Ana Rafaela Martins, supervisora de Nutrição do Hospital Esperança Olinda.

Outas dicas valiosas:

– Não proíba, mas sim imponha limites. Determine o dia em que as crianças podem escolher o cardápio. Neste dia, vale de tudo. Inclusive brigadeiros, pizzas, hambúrguer e até frituras.

– Estimule brincadeiras em grupo e ao ar livre para que as crianças mantenham uma atividade física e limite o tempo ao computador e equipamentos eletrônicos.

Deixe seu comentário

(*) Todos os campos são obrigatórios