Publicidade

São Joãozinho dos Doutores da Alegria

Mês de junho é sinônimo de “São Joãozinho” nos hospitais atendidos pelos palhaços da associação Doutores da Alegria na capital pernambucana. Este ano, os palhaços matutos resolveram incrementar a festa. O Trio Porta Soro, que puxa o forró no cortejo junino pelas alas pediátricas dos hospitais, é formado só por mulheres: Dra. Tan Tan (Tâmara Floriano) assume a zabumba, Dra. Svenza (Luciana Pontual) o triângulo e a musicista Verônica Sanfoneira faz uma participação especial neste São Joãozinho.

Mas a principal novidade é que os palhaços vão encenar um espetáculo criado especialmente para a data: “A peleja do noivo que tentou enganar a noiva na festa de São João ou vice e versa”. A montagem tem inspiração na literatura de cordel e nos encontros e desencontros amorosos. A peça conta a história de Marmelo (Marcelo Oliveira) que, para fugir do casamento com Baju (Juliana de Almeida), se fantasia de noiva. Mas como não é besta, Baju conta com a ajuda do pai, Mircolino Lampião (Marcelino Dias), para dar a volta no palhaço fujão. Para completar a algazarra, o trio Fuxiquinha ( Svenza/Luciana Pontual), Fuxiqueira (Verônica Sanfoneira) e Fuxicão (Tan Tan/ Tâmara Floriano) talvez entregue o paradeiro da falsa noiva. São João (Eu_zébio/Fábio Caio) espera abençoar o casal; o balão de São João é Ado (Arilson Lopes); Lui (Luciano Pontes) vive seu dia de majestade como Rei do Milho; e Dud Grud (Eduardo Filho) esquenta a festa com a fogueira de São João.

O espetáculo elaborado coletivamente, sob a coordenação artística de Arilson Lopes (Dr. Ado), foi ensaiado durante os encontros semanais dos artistas. A rotina dos palhaços do Doutores da Alegria inclui intervenção artística em duplas duas vezes por semana a cada hospital atendido pelo grupo e ainda um encontro às sextas-feiras de aperfeiçoamento e intercâmbio. O trabalho da associação Doutores da Alegria é gratuito para os hospitais, mas não é voluntário. O elenco é formado por artistas profissionais. “Estamos sempre buscando novas formas de potencializar o nosso e ncontro com a criança hospitalizada, o foco do nosso trabalho. A nossa peça de São João foi criada nesse intuito, de estabelecer o jogo e a brincadeira com a criança”, comenta Arilson Lopes. A produção do São Joãozinho é de Nice Vasconcelos.

Agenda do São Joãozinho:

19/06 (segunda), às 10h – Hospital da Restauração

20/06 (terça), às 10h – Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) e Procape

21/06 (quarta), às 9h –  Hospital Barão de Lucena (HBL)

22/06 (quinta), às 10h – Inst. de Medicina Integral Profo. Fernando Figueira (Imip)

Sobre a ONG Doutores da Alegria:

Doutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que utiliza a arte do palhaço para intervir junto a crianças, adolescentes e outros públicos em hospitais públicos e ambientes adversos. Fundada por Wellington Nogueira em 1991, a associação foi inspirada no trabalho do Big Apple Circus de Nova York. Há 25 anos no Brasil, já realizou mais de um milhão e setecentas mil intervenções junto a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde.

A partir das intervenções em hospitais, Doutores da Alegria amplia canais de diálogos reflexivos com a sociedade, compartilhando o conhecimento produzido através de formação, pesquisa, publicações e manifestações artísticas, contribuindo para a promoção da cultura e da saúde e inspirando políticas públicas.

Em 2016, a associação se reposicionou institucionalmente a partir de uma nova governança e tarefa institucional, propondo a arte como mínimo social, ou seja, como uma das necessidades básicas para o desenvolvimento digno do ser humano, assim como alimentação, saúde, moradia e educação.

 

Como ajudar na manutenção da associação Doutores da Alegria

O trabalho da associação Doutores da Alegria, gratuito para os hospitais, é mantido por doações de empresas e de pessoas físicas, tanto por recursos próprios quanto por recursos advindos por meio das leis de incentivo fiscal. Os recursos das contribuições permitem a continuidade e a expansão das atividades e da estrutura do grupo, a realização de atividades de formação, oficinas e o aprimoramento técnico dos artistas. Em 2016, a manutenção do grupo no Recife recebeu o aporte do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura). Quem quiser ajudar o trabalho da assoc iação Doutores da Alegria pode entrar no site www.doutoresdaalegria.org.br e em facebook.com/doutores .

Comentários

Deixe seu Comentário

* O seu endereço de e-mail não será publicado.

Escreva seu comentário.

* Algumas tags html serão permitidas

Informe seu nome.

Posts Relacionados