Publicidade

O que ajuda a fazer crianças crescerem?

Uma das preocupações recorrentes das famílias é quanto ao crescimento dos filhos, não é mesmo? Eu tenho um filho de 3 anos e meio e uma filha de 6 anos que são quase do mesmo tamanho, e pesquisando sobre o assunto crescimento vi que existe diferença mesmo na estatura entre os gêneros, mas não ainda na idade deles, e vários fatores interferem nesse processo. Tem genética, alimentação, sono, exercício e fase da vida … Achei umas matérias no Programa Bem Estar  e um especial feito pela Revista Veja tão completinhos os textos que achei bacana compartilhar por aqui algumas informações bem interessantes:

Os homens costumam ser até 13 cm mais altos que as mulheres, e à medida que o indivíduo envelhece vai “encolhendo”, por um encurtamento dos ossos e músculos;

tabelas-meninastabelas-meninos
– Para descobrir se o crescimento está adequado ou não, os médicos fazem um raio X da mão e do punho esquerdos, exame disponível também no Sistema Único de Saúde (SUS). Com essa imagem, é possível detectar o padrão de maturidade dos ossos, proporcional ao crescimento, uma vez que a altura de cada um está relacionada com seu desenvolvimento ósseo.

not-120124

– Esportes em geral são bons para quem precisa crescer. Exercícios aeróbicos, como natação e modalidades coletivas, são importantes para a criança e o adolescente. A atividade física garante o aumento da capacidade cardiorrespiratória e a distribuição do oxigênio pelo corpo, além de evitar a obesidade, que prejudica o desenvolvimento – os gordinhos crescem antes e mais rápido, mas param cedo e no final ficam baixinhos.

– Quando anoitece, a glândula hipófise (que fica na parte central do cérebro) acelera a produção do hormônio do crescimento. O GH se espalha pelo corpo e estimula no fígado a produção de outro hormônio, o IGF-1. O IGF-1 atua principalmente na “placa de crescimento”, cartilagem que envolve os ossos e é estimulada a produzir células que os expandam. O hormônio do crescimento também quebra as células de gordura e libera substâncias que são usadas para fabricar os músculos.

–  Sobre a alimentação: o cálcio é a substância que garante o crescimento saudável e a resistência dos ossos. Também ajuda a prevenir a osteoporose, e a proteína é importante para o crescimento dos músculos. São exemplos de fontes de cálcio o leite, queijo, manteiga, sardinha, espinafre. E das fontes de proteínas carnes, peixes, ovos, feijão, açaí.

fatores-1 fatores-2

(Arte acima – Da Revista Veja)

Como a alimentação é um dos fortes aliados para ajudar no crescimento infantil, a gente pesquisou um pouco mais sobre como ajudar o organismo da criança a absorver os nutrientes necessários para crescer:

Uma dica que ajuda na absorção intestinal do ferro é ofertar alimentos que contenham vitamina C, como a laranja. A falta de ferro no organismo das crianças é muito comum, porque elas precisam de grande quantidades desse elemento para o crescimento e geralmente não consomem a quantidade ideal. O recomendado é incentivar o consumo, desde cedo, de alimentos que são ricos em ferro, como:

  • Feijões;
  • Carne vermelha;
  • Fígado de Boi;
  • Folhas escuras (espinafre, couve, brócolis);
  • Beterraba;
  • Lentilhas e ervilhas.

A vitamina D é importante para o metabolismo de cálcio no organismo, além de ser sintetizada pela ação do sol na pele. Podem ser encontrada em alimentos como:

  • óleo de peixe
  • peixes (salmão, sardinha, atum)
  • cogumelos
  • ovos

O cálcio, que é um dos elementos mais importantes para o crescimento e desenvolvimento dos ossos e dos dentes das crianças está presente em:

  • Leite
  • Queijos
  • Iogurtes
  • Carnes magras e de frango
  • Cereais, batatas e hortaliças
  • Frutas
  • Peixes frescos

A vitamina A é importante para o desenvolvimento celular e da pele saudáveis: 

  • Melão
  • Damasco
  • Papaia
  • Cenoura
  • Brócolis,
  • Batata doce
  • Couve
  • Espinafre
  • Abóbora
  • Ervilha
  • Beterraba
  • Fígado
  • Ovos

E a vitamina C participa da regulação do sistema imunológico e também estimula o crescimento da criança, ajudando na absorção do ferro pelo intestino:

  • Acerola
  • Kiwi
  • Pimentão
  • Pimenta malagueta
  • Brócolis
  • Frutas cítricas (como laranja, limão e tangerina)

O pesquisador Luiz Anderson Lopes, chefe do ambulatório de distúrbios do crescimento da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) afirma que a alimentação adequada é um bom exemplo de fator influenciador. De acordo com Lopes, 87% das crianças que procuram o ambulatório da Unifesp apresentam falhas na dieta alimentar. “Fundamentalmente, constatamos a valorização de alguns grupos nutricionais: come-se muita proteína e quase nada de carboidrato. Além disso, aingestão de cálcio, em algumas faixas etárias,é pequena. Mas, uma vez que a genética é determinante em matéria de crescimento, é preciso aceitar os fatos. Um exemplo: uma criança cujo pai mede 1,60 m e a mãe 1,50 m, e os dois são normais e saudáveis, dificilmente atingirá 1,80 m. Na entrevista à Revista Veja, por exemplo, fica claro que se a criança tem baixa estatura mas é saudável e não possui nenhum distúrbio, a prática de ministrar a ela hormônios de crescimento não é recomendada. Os médicos explicam que, nesses casos, o ganho é muito pequeno. Um exemplo: uma criança que atingiria a altura máxima de 1,50 m pode ganhar cerca de 3 cm extras após a terapia hormonal. Para isso, porém, ela tem de passar por um tratamento durante dez anos, ao custo estimado de 2.000 reais mensais (para uma criança de 30 kg). “Tomar injeções todos os dias para ganhar só 3 cm? Não vai mudar sua vida”, avalia o endocrinologista pediátrico Paulo Ferrez Collect-Solberg.

Por Cláudia Bettini

P.S – Compartilhem aqui a experiência de vocês por aqui e deixem aqui a opinião sobre o post. Gostaram? Ajudou de alguma forma?

 

Comentários

16 Comentários em “O que ajuda a fazer crianças crescerem?

  1. gostei muito sobre esse assunto, pois passo por isso, meu filho de 8 anos em todo luar que vai é o menorzinho e me sinto mal com isso, fiz exame ósseo e deu exatamente 8 anos, e a pediatra disse que pode ser por conta genética, já que eu e meu esposo não somos altos. vou colocar em prática alguns desses alimentos.

    1. Gostei da publicação……….me ajudou a tomar uma decisão.
      e Rita …o meu caso é igual ao seu……….minha menina tem 9 anos e depois de tanto pesquisar, consultar, avaliar e reavaliar e agora com a opinião do endocrinologista pediátrico dr. paulo ferrez (do artigo acima),
      tomei a decisão de melhorar a alimentação dela, continuar com exercícios e alongamentos e tomar muito sol…………em vez de comprar as injeções de hormônio……….pois ela tem uma saúde de ferro, eu tenho apenas 155cm e o pai 165cm………….não vai ficar longe disse………..e acredito que vou preservar sua saúde com essas medidas.

  2. minha filha, victoria, tem 9 anos e ate agora teve crescimento normal. hoje esta com 1.32m de altura e 39 kg e estao aparecendo os primeiros sinais da puberdade, Mas ainda nao menstruou. o resultado do exame de idade ossea esta com 10 anos. meu marido tem 1.96m e eu tenho 1.59m. Fomos a um endocrinologista porque percebi que o seu crescimento ficou lento e eu desenvolvi problemas de tireoide na gravidez dela. o medico, alegou que a altura adulta da Victoria sera 1.50 m . Gostaria de saber se mudarmos a alimentacao dela e se ela fizer de exercicios como alongamento , natacao e basquete podem ajuda-la a ganhar mais alguns centimetros?

    obs: a minha segunda filha Stephanie tem 7 anos e 1,29 m de altura.

  3. Bom dia! Eu me preocupo muito com meu filho. Ele tem 1ano e 3meses e as pernas dele sinto que não desenvolve igual as outras crianças da mesma faixa etária. Já fiz exames e o médico disse que ele não tem nada, tudo normal. Eu meço 1,50m e meu marido 1,62m. Somos baixinhos mas TENHO preocupação com o crescimento dele, ele não está abaixo, ele cresce mas bem pouco. E lendo a sua matéria tive uma noção de que ele é normal porém queria muito que tivesse algo que estimulé o crescimento, através de alimentos e atividades físicas.

  4. olá, sou mãe de uma menina de 08 anos de idade , ela apresenta pelos nas axilas e na região pubiana, e tenho observado que seu crescimento PARALISOU, gostaria de obter informações sobre esse assunto se POSSÍVEL algum nutriente que auxiliaria nesse QUESITO.

  5. Boa tarde, meu filho tem dez anos , ele é o menor da turma dele na escola, ele não chega a ser muito baixinho não, até vejo que tem crianças da idade dele que tem o mesmo tamanho dele, mais a maioria é maior, eu tenho 1,61 de altura e o pai dele tem 1,81, será que tem alguma vitamina que estimule o crescimento dele ?

  6. Minha filha tem 9 meses e na última consulta dela fui informada que ela está abaixo do limite de crescimento para a idade dela. Não sei o que faço pois sei que a alimentação dela tem sido um pouco deficiente pois não tenho tido muitas condições.

  7. Nossa!!! Eu sempre procurei uma resposta como encontrei aqui! Obrigada! Estou bem mais aliviada com o tamanho e peso do meu filho, afinal eu e o pai nao somos altos e o meu filho e muito esperto e Esta desencolvenro muito bem!

Deixe seu Comentário

* O seu endereço de e-mail não será publicado.

Escreva seu comentário.

* Algumas tags html serão permitidas

Informe seu nome.

Posts Relacionados