Circo italiano Florilegio estreia amanhã 27/03 em Recife

_MG_9983
O Circo Italiano Florilegio escolheu Recife para estrear sua primeira turnê na América Latina, e o acaso deu um presentinho para estes artistas: a coincidência de abrir ao público no dia em que é celebrado o Dia do Circo, 27 de março. “Um bom sinal!” comentou Max Togni presidente da companhia nesta terça-feira, durante a coletiva-espetáculo realizada apenas para alunos de escolas públicas e veículos de comunicação convidados. Entre eles: tcharam! O Corujices, que fotografou vários números especialmente para vocês, e traz dicas para quem vai curtir o passeio com as crianças:

- Os assentos são super confortáveis. Até a arquibancada é acolchoada;
- O espetáculo conta com uma super estrutura de palco giratório (360 graus), com três níveis, capaz de afundar e levantar;
- Como quase todo circo, apesar de contar com ar-condicionado, faz calor e o ideal é usar roupas leves, principalmente as crianças;
- O espaço tem capacidade para 1.500 pessoas (Segredo: Achei que os melhores lugares são na segunda e terceira classe! Mas, de todos os lugares dá para ver o espetáculo bem, sim.)
- A grande tenda (lona) verde foi confeccionada especialmente para esta turnê, está sendo usada pela primeira vez. Tem 20 metros de altura por 41 metros de largura;
- Fazem parte do espetáculo 30 artistas ( bailarinos, coreógrafos, acrobatas, trapezistas, globistas, equilibristas e ilusionista), de 12 nacionalidades diferentes, dentre eles 11 brasileiros;
- O espetáculo tem cerca de duas horas de apresentação, com intervalo de cerca de 20 minutos;
- Para os garotos que gostam de carro, além da exposição de uma Lamborghini no salão de recepção, o ápice do número do ilusionista Ottavio Belli é quando ele faz aparecer uma Ferrari vermelha no palco;
- Os figurinos foram feitos à mão, num trabalho artesanal de autoria da francesa radicada na Itália Christiane Bottinelli, de 72 anos, mãe do diretor artístico do circo, Steve Togni e do presidente da companhia, Max Togni;
- A trilha sonora é predominantemente rock lírico, elaborada pela dupla canadense Joe Bratt e Cris Nollins;
- A maquiagem é elaborada pelos próprios artistas;
- O canadense Warren Conley, que por 20 anos esteve à frente do Cirque du Soleil é o coordenador artístico;

Informação importante pra gente se preparar quando for levar a criançada – Preços das comidinhas:
- Pipoca R$8
- Refrigerante Lata R$5
- Água R$4
- Café R$2
- Cachorro quente R$5
- Batata fritas / pastel R$5
- Algodão Doce R$4
- Doces R$2
- Sanduíche natural R$7

Serviço:
Avenida Boa Viagem, no terreno próximo ao Hospital da Aeronáutica>
Terça, Quarta e Quinta – 20h30
Sextas e Sábados – 16h30 e 20h30
Domingos – 15h, 18h e 20h30
INGRESSOS: 1ª classe: R$ 100 (sem meia-entrada); 2ª classe: R$ 80 e R$ 40 (meia-entrada); 3ª classe: R$ 50 e R$ 25 (meia-entrada); 4ª classe: R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada), à venda no estande Florilegio no Shopping Recife, próximo ao Hiper, www.ingresso.com e no local. Informações: (81) 9386.2981 | 9577.8412

Depois de Recife, o Circo Florilegio vai seguir para João Pessoa, Natal, Maceió, Aracaju e Salvador.

Fotos Lusco
(
especialmente para o Corujices!!!)

_MG_0340

_MG_0009

_MG_0045

_MG_0065
_MG_0175
_MG_0192
_MG_0205
_MG_0232
  _MG_0287
_MG_0317
_MG_0347
_MG_0399
Este número é muito interessante. É impressionante como o artista consegue fazer tantos animais, perfeitamente, articulando os movimentos junto aos sons. Certeza que as crianças vão adorar. E ainda é um estímulo para brincadeira continuar depois do espetáculo. (Certeza que este número é um dos poucos que a gente vai querer que eles façam em casa kkkkkkk)

_MG_0412
   
_MG_9977
_MG_9987
Origem

Florilegio significa Antologia em italiano. E por trás do espetáculo está a história de um clã, da família Togni… Em 1798, início da Revolução Francesa, a nobre família Garenne foge da França em direção à Itália. A bela Christine de la Garenne se apaixona secretamente pelo Marquês Armando Biachi e desse amor nasce Teresa, que abandonada foi criada por uma quiromante de um grupo ambulante. Com uma feiticeira, Teresa aprende pantomia, dança de corda e magia negra. Cresce e faz carreira nos palcos da Europa até quando se apaixona pelo oficial da cavalaria do rei da Itália, Aristide Togni, com quem se casa, tem três filhos, e funda, em 1872, o famoso circo Equestre Togni. O circo cresce e se torna o Circo Nacional Togni, e mais tarde, Circo Darix Togni, um símbolo do espetáculo italiano.
O neto de Teresa e Aristide, Darix se destacou pela capacidade artística, tornou-se um dos personagens mais populares do espetáculo, fez participações no cinema, na televisão. E o Circo Darix Togni, através de seus filhos, dea lugar ao Circo Iternacional Italiano Florilegio, hoje comandado pelos seus netos, Max e Steve.